terça-feira, 6 de outubro de 2009

Vivências de Paz no Parque Modernista

VIVÊNCIAS DE PAZ NO PARQUE MODERNISTA

“Somos uma continuação de nossas raízes, somos o tronco, deixaremos frutos, que serão novas raízes e novos troncos e futuros frutos.” – Kaká Werá.


DOMINGO, DIA 25 DE OUTUBRO

Programação:
9h – Abertura
9h30 – Contação de História e Dinâmica “Interser” – Samuel Souza de Paula
10h – Danças Circulares “Dançando a Paz” – Nívea Salati
11h – Monólogo “Gandhi – Um Líder Servidor” – João Signorelli
12h – Intervalo
13h – Vivência com a Natureza – Francis Olivia Campos, Rhauna Nemer Damaous e Samuel Souza de Paula
15h – Encerramento

Local: Parque Modernista – R. Santa Cruz, 325 – Vila Mariana.
(Próx. ao Shopping Metro Santa Cruz)
Maiores informações:
E-mail: samuel.s.silva@bol.com.br
Cel.: (11) 8583-0860.
Data: 25/10/2009 (Domingo)

Entrada Franca

“O amor e a verdade estão tão unidos entre si que é praticamente impossível separá-los. São como duas faces da mesma medalha.” – Mahatma Gandhi.


CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
Contar histórias é um ritual que acontece há muito, muito tempo... em lugares e épocas diferentes... ao redor da fogueira ou do fogo do coração as vozes-imagens estavam presentes... Em diversas culturas os mitos aquecem as idéias e despertam inspirações. Ouvir, imaginar e acompanhar as palavras evocadas numa história é uma arte mágica.

“Contar uma história é dar um presente de amor.” – Lewis Carrol.


DINÂMICA DE GRUPO “INTERSER”
Por interagir e influenciar-se mutuamente desenvolvemos, em nossa vida cotidiana, vários processos dinâmicos em sintonia e afinidade com nosso ser. Nós seres humanos estamos sempre caminhando ao encontro de outros seres humanos. Respeitar o tempo e jeito certo de cada um é uma grande sabedoria.

“Caminhe de tal forma que seus passos imprimam sobre a terra apenas as marcas da liberdade, alegria e serenidade.” – Thich Nhat Hanh.

DANÇAS CIRCULARES
As danças circulares sagradas fazem parte de um movimento mundial de resgate de danças tradicionais e contemporâneas dos povos, buscando a convivência cooperativa, o respeito por si mesmo, pelo outro e pelo planeta.

“Dançar em grupo é uma oportunidade para que as pessoas eduquem umas às outras e a si mesmas.” – Bernhard Wosien.



MONÓLOGO “GANDHI – UM LÍDER SERVIDOR”
O ator João Signorelli, que atuou em inúmeras novelas e filmes, apresenta a historia do grande líder que marcou sua trajetória pela suas atitudes de liderança e não-violência.

O espetáculo “Gandhi – Um Líder Servidor”, introduz princípios ético-filosóficos nas relações humanas, falando sobre integração, cooperativismo e amor. O espetáculo começa quando Gandhi anuncia o início de mais um jejum para despertar a consciência dos líderes do Ocidente e do Oriente para a paz mundial. O jejum que ele propõe é que os povos deixem de se alimentar com pensamentos desequilibrados, preconceitos e sentimentos sombrios.

Uma sensível reflexão sobre a liderança faz parte desta peça, que apresenta reflexões do maior ícone da paz, com a proposta de mostrar ao público que é possível construir um mundo melhor. São 45 minutos de apresentação em que João Signorelli mostra a vida do líder que acreditava que: “não havia diferença entre esse ou aquele: todos são seres humanos – e espirituais – buscando experiências terrenas para alcançar nova consciência e evoluir com mais rapidez”.

“Só o amor cura, nutre, une, entusiasma, faz nascer, alivia, materializa, motiva... possibilita a vida!” – Mahatma Gandhi.


VIVÊNCIA COM A NATUREZA
As atividades baseiam-se no Aprendizado Seqüencial, técnica diferenciada e criativa de condução de grupos em ambientes naturais, desenvolvida pela Sharing Nature Fundation, que permite trabalhar a sensibilidade, ampliar a compreensão e tomar contato com a complexidade do mundo que nos cerca de forma estruturada e simples.

“Se dedicarmos total atenção ao que estamos observando poderemos observar a Natureza de perspectivas novas e originais.” – Joseph Cornell.

Facilitadores:
Francis Olivia Campos – Administradora de formação, fotografa e educadora ambiental de coração. A porta de entrada para a EA ocorreu ao concluir o curso de Vivências com a Natureza, baseado na metodologia de aprendizagem seqüencial descrita por Joseph Cornell. Com esse olhar tornou-se sócia-voluntária de Ongs que enfocam a educação ambiental e outras atividades relacionadas. Vê na educação a perfeita aplicação do reencantamento na relação do homem com a natureza.
João Signorelli – Ator de teatro, cinema e TV, jornalista e apresentador. Já atuou em diversas novelas, cinema e teatro. A partir de 2004, e por mais de cinco anos, interpreta “Gandhi – Um Líder Servidor”, apresentando-se por todo país em empresas, teatros, em instituições de ensino, clínicas, abertura de eventos, congressos e seminários.
Nívea Salati – Focalizadora de Danças Circulares, membro do programa “Dançando e Convivendo nos Parques de São Paulo” promovido pela Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), em parceria com Departamento de Parques e Áreas Verdes, da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo.
Rhauna Nemer Damous – Psicóloga e Mestre em Ciências do Lazer pela ECA-USP, autora do livro “Os significados do Fim de semana”, moderadora de grupos focais atuando em pesquisa qualitativa de mercado, facilitação em processos de geração de idéias, de soluções inovadoras e de aproximação na relação fornecedor-cliente. Integra o Círculo de Coordenação de Seminários da Associação de Pedagogia Social de Base Antroposófica no Brasil.
Samuel Souza de Paula – Responsável pelo curso Valores da Cultura Indígena na UMAPAZ - Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz. Coordenador dos Círculos Xamânicos “Espírito de Gaia”. Focalizador de Danças Circulares Sagradas e Danças Xamânicas pela Paz. Membro do programa “Gente que Faz a Paz” – Unesco (Programa Pedagógico “Educação para Paz nas Escolas”).
Organização:
Samuel Souza de Paula

Orientadoras:
Estela. Estela Maria Guidi Pereira Gomes
Glacilda Pinheiro Correa Pedroso
(UMAPAZ – Projeto Carta da Terra em Ação)

Apoio Institucional:

2 comentários:

calixta.costa@gmail.com disse...

Samuel é a expressão da paz.

Transmite paz, ensina com carinho e sobre tudo, sabe ouvir.

A UMAPAZ está de parabéns!

Amei o curso: Valores da Cultura Indigena.

Valeu,


Agradecida!

Samuel Souza de Paula disse...

Gratidão, gratidão por suas palavras e carinho. Que possamos continuar semeando os valores da cultura indígena, os valores universais, humanos, os valores da cultura de paz. Com carinho... Eu te vejo!